MPC inova e se adapta

O Ministério Público de Contas de Santa Catarina (MPC/SC) se reinventou nesta crise causada pela pandemia do Novo Coronavírus. Há exatos 30 dias, a circulação de pessoas foi totalmente proibida nas dependências do MPC/SC. Desde então, 100% das atividades ocorrem remotamente e o órgão intensificou o trabalho preventivo, orientando os municípios sobre investimentos e oferta de serviços públicos.

Em um mês, o MPC/SC aumentou sua produtividade e tem atuado junto aos municípios, na tentativa de evitar o mau uso do dinheiro público. A proximidade com o cidadão foi reforçada. O atendimento na Ouvidoria seguiu pelos canais digitais e casos relacionados à pandemia tem sido priorizados.

O trabalho remoto era um projeto no MPC/SC, mas de um dia para o outro, virou realidade. Em menos de 24 horas os recursos tecnológicos foram adaptados e as tarefas redistribuídas. O MPC/SC não parou um único dia. Os servidores alteraram as rotinas de trabalho e o cotidiano em suas casas. Novas regras e horários para trabalhar, para brincar com as crianças, para cuidar do lar e cuidar de nós mesmos.

Nesses 30 dias, o MPC/SC ainda criou a maior força-tarefa da sua história. São quase 30 servidores que, além das rotinas diárias, têm a missão de analisar minuciosamente todas as normas publicadas pelos municípios catarinenses. Até esta quinta-feira, dia 16 de abril, eram mais de 6 mil documentos. Um trabalho que demanda muito dos servidores, mas que já tem resultados positivos. A orientação prestada aos gestores evitou erros em decisões importantes sobre o investimento do dinheiro público.