Monitoramento da execução dos planos municipais de educação em Santa Catarina

  • Monitoramento da execução dos planos municipais de educação em Santa Catarina Título:
  • 706.26 KB Tamanho:
  • 19 de fevereiro de 2020 Data de Publicação:
  • Download Download:

Artigo de autoria de Jonathan Artmann, Renato Costa, Gerson dos Santos Sicca e João Luiz de Carvalho Botega  apresentado no III CIDESP - Congresso Internacional de Desempenho do Setor Público, realizado entre os dias 2 e 4 de setembro de 2019.

O Ministério Público de Contas de Santa Catarina, o Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina e Ministério Público de Santa Catarina vem atuando fortemente no campo da defesa dos direitos e das garantias infanto-juvenis. Dessa forma, uma das ações desenvolvidas é o acompanhamento da “execução dos Planos Municipais de Educação”. Trata-se de amplo levantamento dos Planos Municipais de Educação aprovados nos 295 Municípios Catarinenses, trabalho realizado em parceria com outras instituições, como a Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Secretaria de Estado da Educação e da União de Dirigentes Municipais de Educação.

Juntos em um grupo de trabalho interinstitucional, estão sendo coletados indicadores oficiais, discutidos resultados esperados e aprimorados os painéis de análise de dados. Os dados coletados permitem visualizar, no momento, o processo de evolução da educação infantil (creche e pré-escola), de cada Município Catarinense, entre os anos de 2015 e 2018. Considerando o tamanho do desafio, pois o trabalho envolve análise de normas e indicadores sociais de todos os Municípios, decidiu-se por escalonar os trabalhos a fim de fornecer painéis, por conseguinte, relatórios de cada meta analisada pelo grupo interinstitucional.

No início do ano de 2019 o grupo concluiu a análise dos dados de relacionados ao cumprimento da Meta 1 do seu respectivo Plano Municipal de Educação, que deve guardar sintonia com o Plano Nacional de Educação (aprovado pela Lei Federal nº 13.005/2014), representada pela taxa líquida de atendimento na educação infantil - em creche (0 a 3 anos de idade) e pré-escola (4 e 5 anos de idade) nos Municípios Catarinenses.

Espera-se que os dados obtidos possam qualificar e aprimorar as discussões institucionais acerca da oferta da educação infantil nos Municípios de Santa Catarina e auxiliar na busca de soluções consensuais para os principais obstáculos da política educacional, em especial a gestão e o financiamento, pautados em valores de resolutividade.